Anarquismo não é Desordem – é Liberdade

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.

Anarchist Flag.JPG

Anarquismo é uma teoria social e movimento político, com presença atuante na história ocidental durante o século XIX e na primeira metade do século XX, que sustenta a ideia de que a sociedade existe de forma independente e antagônica ao poder exercido pelo Estado, sendo este considerado dispensável e até mesmo nocivo ao estabelecimento de uma autêntica comunidade humana


Citações

  • anarquismo_moda_antiga5“A anarquia é a ordem.”
Pierre-Joseph Proudhon
  • “Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo”
Pierre-Joseph Proudhon
  • “A desobediência é a virtude original do homem.”
Oscar Wilde
  • “O Estado é a negação da humanidade, a negação da Natureza!”
Mikhail Bakunin
  • “Qualquer governo é melhor que a ausência de governo. O despotismo, por pior que seja, é preferível ao mal maior da Anarquia, da violência civil generalizada, e do medo permanente da morte violenta.”
Eduardo Giannetti, a respeito da filosofia de Thomas Hobbes in: “Vícios Privados, Benefícios Públicos?: A Ética na Riqueza das Nações” – página 81, Eduardo Giannetti, Editora Companhia das Letras, 2007, ISBN 8535911197, 9788535911190, 264 páginas
  • anarquismo-no-mundo-6“[…] a esperança nos juízes é a última esperança. Ela estará perdida, quando os juízes já nos não escudarem dos golpes do Governo. E, logo que o povo a perder, cada um de nós será legitimamente executor das próprias sentenças, e a anarquia zombará da vontade dos presidentes como o vento do argueiro que arrebata.”
Ruy Barbosa in: Obras completas de Rui Barbosa – Página 130, de Ruy Barbosa – Publicado por Ministério de Educação e Saúde, 1942
  • Que se pretende fazer do homem? É esta pergunta que se propõe responder a filosofia da educação.(…) O homem tem necessidade de valores em que possa acreditar, de modelos que possa seguir. Quando esses valores e esses modelos faltam ou diminuem na sua incentividade, é o caos moral, a anarquia, a desorientação.
Manuel Antunes; – Educação e Sociedade, [Lisboa], Sampedro, 1973, pp. 10 e 15
  • “As pessoas pensam que a Wikipédia é uma anarquia, mas a base dela é a meritocracia, na qual o conteúdo e as ações dos colaboradores mais confiáveis e ativos têm mais destaque que a de outros. Esse tipo de método é baseado em mérito. Trata-se de um sistema muito bom, e é, sim, hierarquizado. Esse é o modelo que a Wikipédia vai continuar trilhando, de acordo com as mudanças que estamos tendo de implantar aos poucos, para dar mais confiabilidade à enciclopédia.”
Jimmy Wales; em entrevista ao jornal FOLHA na sua segunda vez ao Brasil, para participar do iSummit, no Rio de Janeiro.

De um modo geral, anarquistas são contra qualquer tipo de ordem hierárquica que não seja livremente aceita  e, assim, preconizam os tipos de organizações libertárias baseadas na livre associação.

Anarquia significa ausência de coerção e não a ausência de ordem.

A noção equivocada de que anarquia é sinônimo de caos se popularizou entre o fim do século XIX e o início do século XX, através dos meios de comunicação e de propaganda patronais, mantidos por instituições políticas e religiosas.anarquismo-no-mundo-6

Nesse período, em razão do grau elevado de organização dos segmentos operários, de fundo libertário, surgiram inúmeras campanhas anti-anarquistas.

Outro equívoco banal é se considerar anarquia como sendo a ausência de laços de solidariedade (indiferença) entre os homens, quando, em realidade, um dos laços mais valorizados pelos anarquistas é o auxílio mútuo.

À ausência de ordem, ideia externa aos princípios anarquistas, dá-se o nome de “anomia“.

Há diversas escolas de pensamento e tradições de anarquismo, as quais não são mutuamente exclusivas.

Cada vertente do anarquismo tem uma linha de compreensão, análise, ação e edificação política específica, embora todas vinculadas pelos ideais base do anarquismo. Correntes do anarquismo tem sido divididas em anarquismo social e anarquismo individualista, ou em classificações semelhantes.

A maioria dos anarquistas são apartidários; se opõe ao Estado e a qualquer regime ditatorial, apoiando a autodefesa ou a não violência (anarcopacifismo); outros, contudo, apoiam o uso de outros meios, como a revolução violenta.

Outro conceito, a propaganda pelo ato, apesar de ter tido um início violento, hoje em dia incorporou diversos tipos de ações não violentas.


 

Etimologia

Anarquismo (do grego ἀναρχος, tradução anarkhos, que significa “sem governantes”, ou “sem poder” a partir do prefixo ἀν-, an-, “sem” + ἄρχή, arkhê, “soberania, reino, magistratura” + o sufixo -ισμός, -ismós, da raiz verbal -ιζειν, -izein) é uma filosofia política que engloba teorias, métodos e ações que objetivam a eliminação total de todas as formas de governo compulsório e de Estado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s